sexta-feira, 13 de agosto de 2010

SISTEMA GENITURINÁRIO





O sistema urinário é constituído pelos órgãos uropoéticos, isto é, incumbidos de elaborar a urina e armazená-la temporariamente até a oportunidade de ser eliminada para o exterior. Na urina encontramos ácido úrico, ureia, sódio, potássio, bicarbonato, etc.

Este aparelho pode ser dividido em órgãos secretores - que produzem a urina - e órgãos excretores - que são encarregados de processar a drenagem da urina para fora do corpo.

Os órgãos urinários compreendem os rins (2), que produzem a urina, os ureteres (2) ou ductos, que transportam a urina para a bexiga (1), onde fica retida por algum tempo, e a uretra (1), através da qual é expelida do corpo.

Além dos rins, as estruturas restantes do sistema urinário funcionam como um encanamento constituindo as vias do trato urinário. Essas estruturas – ureteres, bexiga e uretra – não modificam a urina ao longo do caminho, ao contrário, elas armazenam e conduzem a urina do rim para o meio externo.

Na mulher, o sistema reprodutor possui a forma de uma pêra, sendo o conjunto dos órgãos genitais internos formado pelo ovário, tuba uterina, o útero e a vagina, e o dos órgãos genitais externos formado pelos lábios maior e menor, o monte púbico, o vestíbulo da vagina, o clitóris, o bulbo do vestíbulo e as glândulas vestibulares maiores. .
Os órgãos genitais do homem compreendem os testículos e os epidídimos (situados no escroto), os ductos deferentes, as vesículas seminais, os ductos ejaculatórios, a próstata, as glândulas bulbouretrais e pênis. Todos esses órgãos são pares, com exceção da próstata, do escroto e do pênis, que são únicos.

ALGUNS SINTOMAS do SISTEMA:
Aparelho Geniturinário: nictúria, polaciúria, incontinência, ardência miccional, hematúria, colúria, eliminação de cálculos, dor no flanco, lesões genitais, infertilidade, história de DST: no homem impotência, massas na bolsa escrotal, diminuição da força no jato urinário; na mulher: pruido vaginal, corrimento, dispareunia, anticoncpção, menorragia, metrorragia, amenorréia, gestações e abortamentos, menarca e menopausa.

MEDICAÇÕES E SUA FUNÇÃO NO ORGÂNISMO

-Diuréticos - aumentam o filtrado glomerular, aumentando o volume urináro.
-Antissépticos urinários - medicamentos que provovem uma desinfecção do trato urinário, inibindo ou reduzindo microorganismos.
-Ocitócitos - promovem a contração uterina.

ABREVIATURAS DO SISTEMA
AEM - auto exame de mama
CIS - cacinoma In Situ
CEC - curetagem endocervical
CVD - cateter vesical demora
CVA - cateter vesical de alivio
CAPD - diálise peritonial ambulatorial contínua
CCPD - diálise peritonial cíclica contínua
CAVHD - hemodiálise arteriovenosa contínua
CVVHD - hemodialise venovenosa contínua
CAVH - hemofiltração arteriovenosa contínua
CVVH - hemofiltração venovenosa contínua
CMP - cervicite mucopurulenta
DST - doença sexualmente transmissível
DIU - dispositivo intra-uterino
FIV - fertilização In Vitro
FAV - fístula artério venosa
HPB - hiperplasia prostática benigma
HPV - papilomavírus humano
HGSIL - lesão intraeptelial escamosa de alto grau
IRC - insuficiência renal crônica
IRA - insuficiência renal aguda
ITU - infecção do trato urinário
LGSIL - lesão intraeptelial escamosa de baixo grau
RTU - ressecção transuretral
RTUP - ressecção transuretral de próstata
SVD - sonda vesical de demora
SVA - sonda vesical de alivio
SPM - síndrome pré-menstrual
TRH - terapia de reposição hormonal
TPM - tensão pré-menstrual

Nenhum comentário:

Postar um comentário